Alma de Jardineira

sexta-feira, dezembro 09, 2011

No silêncio mais fundo

(....)

No silêncio mais fundo desta pausa,
Em que a vida se fez perenidade,
Procuro a tua mão, decifro a causa
De querer e não crer, final, intimidade.

José Saramago

1 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home