Alma de Jardineira

quinta-feira, maio 05, 2011

à procura de um país de árvores

Ainda espero o amor
como no ringue o lutador caído
espera a sala vazia
(...)
Não discuto o que fizeram de nós estes anos
a verdade é de outra importância
mas hoje anuncio que me despeço
à procura de um país de árvores
(...)

José Tolentino Mendonça

1 Comments:

  • Agora, anos depois alguém que me tirou algumas pétalas veio dizer que fiquei na memória, o seu bem-me-quer...mas é tarde, muito tarde.
    Por isso vim aqui, como faço muitas vezes, à procura da flor, da poesia e da serenidade abalada.
    Usei na despedida as palavras do poema aqui encontrado " tudo está certo, no seu lugar, cumprindo o seu destino"
    Maria Papoila

    By Anonymous Anónimo, at 7:02 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home