Alma de Jardineira

domingo, maio 08, 2011

a eternidade existe

devagar, o tempo transforma tudo em tempo
o ódio transforma-se em tempo, o amor
transforma-se em tempo, a dor transforma-se
em tempo

os assuntos que julgámos mais profundos,
mais impossíveis, mais permanentes e imutáveis,
transformam-se devagar em tempo

por si só, o tempo não é nada
a idade de nada é nada.
a eternidade não existe.
no entanto, a eternidade existe.

(....)

José Luís Peixoto

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home