Alma de Jardineira

segunda-feira, outubro 18, 2010

tu que habitas a montanha suspensa


tu que habitas a montanha suspensa
e soltas os cavalos que trazem a alvorada
inclina a fronte louca crivada de planetas
transmuda a água em fogo
oferece-nos o lume
derrama a névoa espessa

e dá-me o dom do sono

Madalena Férin


0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home