Alma de Jardineira

terça-feira, setembro 14, 2010

de olhos fechados e lâmpadas nos dedos

(...)
os objectos vivem às escuras
numa perpétua aurora surrealista
com a qual não podemos contactar
senão como amantes
de olhos fechados
e lâmpadas nos dedos e na boca

MárioCesariny

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home