Alma de Jardineira

segunda-feira, dezembro 07, 2009

um rumor que não dorme

(...)

A verdade é que nunca soube o nome
dessa flor que nalguns olhos
abre logo de madrugada.
Agora para saber é tarde.

O que sei é que mesmo no sono
há um rumor que não dorme,
um jeito da luz pousar, um rasto
de lágrima acesa.

É sobre o meu corpo que chove.

Eugénio de Andrade

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home