Alma de Jardineira

quinta-feira, setembro 17, 2009

já nada quer dizer

(...)
Meu jardim, minha cerca, meu pomar.
Perpassa a Ideia e mói, como verruma.
Falar mas para quê? Só por falar?
Já nada quer dizer coisa nenhuma.
(...)

Fernanda de Castro

1 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home