Alma de Jardineira

quarta-feira, setembro 16, 2009

como um sentimento de que se tem pudor

Sonho, mas não parece.
Nem quero que pareça.
É por dentro que eu gosto que aconteça
A minha vida.
Íntima, funda, como um sentimento
De que se tem pudor.
Vulcão de exterior
Tão apagado,
Que um pastor
Possa sobre ele apascentar o gado.
(...)

Miguel Torga

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home