Alma de Jardineira

domingo, setembro 14, 2008

No meio do caminho


No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra.
Tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.

Carlos Drummond de Andrade

3 Comments:

  • Mas o caminho era maior que a pedra
    Olhando a pedra, um caminho longo
    Olhando o caminho, uma pedra à distância
    E o caminho ia até a pedra
    E continuava depois dela
    Que seria do caminho sem a pedra
    Que seria da pedra sem o caminho
    E a pedra fazia parte do caminho
    E o caminho fazia parte da pedra
    E ambos eram uma coisa só

    By Blogger Marcelo, at 1:07 da manhã  

  • Quando tinha 14 anos (há 30 anos atrás) compus a minha primeira(?) música.. para este poema!
    "Nunca me esquecerei"!
    Obrigado por me ter trazido esta lembrança

    By Blogger Ezequiel Coelho, at 10:46 da tarde  

  • Por muito que se não queira, encontramos sempre no nosso caminho pedras. Umas grandes,outras pequenas. É como os caminhos, uns são curtos mas, outros são bem grandes no entanto temos de os ultrapassar. E quantas vezes essas pedras nos magoam? E quantos caminhos só percorremos uma única vez ou nunca passamos por eles?

    By Blogger Espaço do João, at 7:13 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home