Alma de Jardineira

terça-feira, abril 24, 2007

Todas as rosas dos jardins

Sorrio. Dentro da rosa que me deste, encontrei este poema:

"Hoje roubei todas as rosas dos jardins
e cheguei ao pé de ti de mãos vazias."

Eugénio de Andrade, Poema para o meu amor doente (in As mãos e os frutos, 1948)

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home