Alma de Jardineira

quarta-feira, novembro 15, 2006

Sem palavras....



















Vivi nesta casa durante sete anos e adorava-a. Estava velha, a cair, mas era de pedra, tinha sotãos, recantos, dela via-se o mar e ouvia-se o barulho da água correndo numa levada, e o barulho do vento nos pinheiros, e sentia-se o cheiro do loureiro, onde todos os anos pássaros faziam ninhos.
E tinha o jardim. o MEU jardim. Todos os dias imaginei os arranjos que lhe faria quando ela fosse minha. Todos os dias amei esse terreiro onde a minha filha deu os primeiros passos. Mas a vida surpreende-nos para mostrar que não não mandamos em nada, que nada é garantido. Injustamente, tive de sair desta casa para um apartamento pequenino. Eu nunca tinha vivido num apartamento, sem jardim e sem flores e sem espaço. Não sabia o que era este aperto dentro de mim.

7 Comments:

  • Parece abandonada! Está?

    By Blogger Fatima Vinagre, at 4:48 da tarde  

  • A Natureza retoma o que é seu por direito.

    By Blogger Badala, at 5:53 da tarde  

  • só pra dizer que achei lindo o teu blog!

    By Blogger Ivana, at 4:34 da manhã  

  • Adorei o seu blog. Super bonito e criativo. Acho que vc vai gostar de um artigo que li hj sobre paisagismo na decoração de natal. Dá uma olhada em Plantas do Natal

    By Anonymous Maria Clara, at 3:58 da tarde  

  • Marcada pelo tempo mas com toda a sua beleza.

    By Anonymous despertando, at 3:11 da tarde  

  • Este comentário foi removido pelo autor.

    By Blogger Lília, at 4:54 da tarde  

  • vivi na Madeira algum tempo qd era miúda . Guardo a imagem das levadas, uma estada numa Pousada perto do Pico Ruivo, as buganvilias do Funchal e os banhos no Lido e na altura , na Barreirinha...

    Memórias de infancia! Provavelmente esses locais estão hoje como essa casa.

    Um beijo

    By Blogger wicky, at 10:15 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home