Alma de Jardineira

quarta-feira, janeiro 11, 2006

Orquídea da Festa



























Ouvi chamarem vulgar à orquídea da Festa.
O meu espírito de contradição, porém, transforma-a na minha
preferida.

3 Comments:

  • Vulgar... uma beleza dessas...!

    By Blogger zooexotico, at 11:15 da tarde  

  • By Anonymous Anónimo, at 10:09 da tarde  

  • Sou o mesmo rapaz que comentou a "astromenia" e como gosto de plantas ( dai ter passado mais tempo no seu blog do que em qualquer outro) gostaria de lhe dizer que tambem é uma das minhas preferidas. a minha mae tem muitas delas e o seu cheiro é inconfundivel por altura da sua florescencia na epoca do Natal. Sao realmente bastante comuns nas casas das mulheres madeirenses que amam flores e que, à semelhança da minha mãe, não têm outras orquidias mais "finas" e "gradas" ( o termo utilizado por ela para dar conta das outras especies de orquideas maiores, de aspecto sedoso , quase artificial). Mas gostaria tambem de lhe dizer que , enquanto as outras especies mais vistosas e coloridas sao por vezes resultado de um processo artificial de cruzamento e hibridaçao, esta orquídea vulgarmente chamada de "orquidea da festa" é uma especie original, vinda de um lugar longincuo. A proposito disso, trnscrevo aqui uma passagem de um site que visito muito. Aqui está alguma informaçao acerca desta orquidea da festa! Aproveite e leia e sinta-se mesmo orgulhosa pela sua sensibilidade a ter elegido como a sua predilecta ;)

    " Cymbidium tracyanum

    The most spectacular and fragrant of the Cymbidium species. In its native habitats of Myanmar, Thailand, and China this plant grows up in the trees with its inflorescense arching to cascading down. In cultivation, it does fine potted as with other cymbidiums. All tracyanums are not equal. Many are poor bloomers with short flower spikes. The varieties offered here are selected for their good blooming history, tall spikes, and good color. Cool growing. Fall blooming. Fragrant. Species from Myanmar, Thailand, and China.

    By Anonymous Anónimo, at 11:21 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home